À opinión Publica

À opiniom pública!

O Exército de ocupaçom turco atacou o canton de Afrin e a área vizinha com avions de guerra o 20 de Janeiro do 2018.

Durante o intenso ataque que começou às 16 h e está a passar até este momento, polo menos 100 pontos foram alvos, incluindo áreas civis, posiçons das YPG-YPJ e outras forças revolucionárias. O Exército de ocupaçom continua a atacar áreas civis com 72 caças. O centro da cidade de Afrin, o campo de refugiados de Rubar e algumhas instituiçons civis em Afrin também forom aatacadas. Polo menos 13 civis forom feridos, um combatente das YPG e duas das YPJ e 6 Civis forom martirizados nestes ataques. Simultaneamente com o intenso ataque aéreo, as tropas do exército de ocupação e os terroristas controlados por eles tentaram atravessar a fronteira para Afrin nas aldeias de Kurdo e Balia, no distrito de Bilbil.. Os e as combatentes das YPG e YPJ repelirom os ataques imediatamente, e os soldados retirarom-se.

O exército de ocupaçom turco e os seus terroristas, depois de nom ter entrado em Afrin, atacando no chao, tentam assustar as pessoas de Afrin e que se movam para as áreas controladas pola FSA. O ataque da Turquia diretamente contra civis de todos os distritos de Afrin demostra claramente o seu desespero contra as forças das YPG e YPJ.

Sabemos que, sem a autorizaçom das forças globais e principalmente da Rússia, quem tem tropas localizadas em Afrin, a Turquia nom pode atacar civis usando o espaço aéreo de Afrin. Por conseguinte, a Rússia é responsável como a Turquia e sublinhamos que a Rússia é o parceiro do crime da Turquia em massacrar os civis da regiom.

Nós, como comando geral das YPG em Afrin, afirmamos que a Turquia nom pode derrotar a nossa livre vontade e resistência com os seus avions de guerra. É visto que, até este momento, ninguém fugiu de Afrin e abandonou a sua pátria. Nesta base, estamos mais uma vez a afirmar a nossa determinaçom em proteger as nossas terras e o nosso povo. As Unidades de Defesa do Povo e as Unidades de Defesa da Mulher vam defender Afrin sob qualquer circunstância contra o fascismo turco. Chamamos o nosso povo para se juntar às fileiras da defesa.

Comando Geral das YPG em afrin

20 de Janeiro de 2018

Artigo Original

 

 

Deixa unha resposta

O teu enderezo electrónico non se publicará Os campos obrigatorios están marcados con *